Albugo occidentalis (PT) | Syngenta Nederland

You are here

FarMore Technology

Albugo occidentalis

[Ferrugem branca]​

Introdução

A ferrugem branca é uma doença importante do espinafre que, até recentemente, restringia-se à América do Norte.​

Distribuição geográfica

Ocorreram disseminações principalmente nas partes leste e central dos Estados Unidos. O primeiro caso na Europa foi relatado em 2012, em Creta.​

Sintomas e diagnóstico

Os primeiros sinais indicativos da ferrugem branca são pequenas manchas cloróticas nas folhas. Aqui, bolhas brancas logo se formam, aparecendo em anéis concêntricos em volta das lesões amarelas. As lesões podem se fundir e se tornar necróticas. Oósporos são produzidos nas lesões mais antigas.​

Condições para o desenvolvimento da doença

Embora, em muitos casos, os oósporos sejam a principal fonte de inoculação, esporos no ar de culturas infectadas, restos vegetais das culturas e plantas que florescem espontaneamente também desempenham um papel importante na distribuição em uma cultura e entre campos. Sabe-se que a doença também é transmitida pelas sementes. Certas espécies de Chenopodium podem ser hospedeiras de ervas daninhas. Os esporos no ar (esporângios) germinam em água livre e produzem de seis a nove zoósporos que, normalmente, formam um cisto e, subsequentemente, penetram a folha. A temperatura ideal para contaminação é entre 12 e 16 °C. Nessas temperaturas, pode ocorrer alguma contaminação durante os curtos períodos de umidade foliar (três horas), mas os períodos de molhamento foliar serão bem mais longos sob condições menos favoráveis.​

Impacto e importância

Essa doença causa danos consideráveis às plantas afetadas e requer manejo cuidadoso, incluindo rotação de culturas, variedades resistentes e tratamento com fungicida. O tratamento de sementes pode oferecer alguma proteção contra a inoculação do solo e pode ter um papel importante na prevenção da transferência para a semente.

Apron® XL