Alternaria radicina (PT) | Syngenta Nederland

You are here

FarMore Technology

Alternaria radicina

Introdução

É uma importante doença transmitida pelas sementes em legumes Umbelliferae que danifica cenouras, pastinacas, aipo, celeriac e várias outras culturas de legumes relacionadas. A doença também pode ser transmitida pelo solo. Obs.: outras espécies de Alternaria também podem ocorrer em cenouras, pois a incidência de A. carotiincultae (que possui esporos maiores) nas cenouras também foi relatada nos EUA. No aipo, a A. petroselini é possivelmente mais virulenta que a A. radicina.​

Distribuição geográfica

A podridão negra é uma doença importante em todas as partes do mundo onde há cultivo de cenouras, especialmente quando os produtos colhidos são armazenados.​

Sintomas e diagnóstico

Os sintomas mais importantes são lesões pretas na base dos pecíolos e na coroa da cenoura. A doença pode provocar a queda da folhagem e, incidentalmente, tornar impossível a colheita com uma colheitadeira. No depósito, a doença causa podridão negra seca, que pode se espalhar por praticamente toda a superfície das cenouras e alcançar as cenouras saudáveis. Sintomas semelhantes também são vistos na coroa, na parte de baixo dos pecíolos e nas raízes do aipo e do celeriac. A doença causa micélio branco nas mudas, tornando pretas as raízes e o caule. Pequenas manchas pretas com bordas cloróticas aparecem nas folhas. Essas manchas se espalham e se fundem até que as folhas estejam totalmente pretas. Contaminações graves das sementes de cultivo causam ferrugem umbela, impedindo o desenvolvimento da semente.​

Condições para o desenvolvimento da doença

A semente infectada normalmente é a fonte mais importante de contaminação. A doença se espalha via esporos na superfície dela e como micélio no tegumento. Ela também é transmitida pelo solo, onde pode sobreviver nos resíduos das culturas ou como microesclerócios ou esporos. Como acontece com outras espécies de Alternaria, períodos longos de umidade foliar e temperaturas quentes (> 20 °C) são conducentes à contaminação via esporos no ar. As folhas mais antigas são as mais vulneráveis. A contaminação na parte de baixo dos pecíolos pode levar à contaminação da coroa. No campo, as cenouras normalmente mostram pouco sinal de contaminação, mas podem ser afetadas gravemente quando armazenadas em lugares frios. É importante atenuar o dano durante a colheita e armazenar em temperaturas baixas (0-1 °C) com umidade relativa alta.​

Impacto e importância

Essa doença causa mais impacto nas cenouras armazenadas. Não é possível vender as cenouras danificadas. Alguma perda também pode ocorrer com outros legumes Umbelliferae, como aipo ou ervas, particularmente se houver níveis elevados de patógenos nas sementes. A A. radicina pode sobreviver no solo por anos e o uso da semente infectada pode levar a problemas recorrentes na rotação de culturas. A eliminação de quaisquer fontes de Alternaria spp. nas sementes é extremamente importante, principalmente se as cenouras forem armazenadas após a colheita.

Maxim-Apron (PT)

Apron® XL